Sunday, May 06, 2007



COMO ESCOLHEREMOS VIVER???


"Os humanos são as únicas criaturas que têm a capacidade para ressoar com todas as outras criaturas e objectos encontrados na natureza. Podemos falar com tudo o que exite no universo. Podemos emitir energia, e também receber energia em troca. Contudo, esta capacidade é uma espada de dois gumes. Quando as pessoas agem por avidez, emitem uma energia que serve para destruir a harmonia da natureza.


A conspurcação da nossa Terra é o resultado de uma fome inexorável de conforto e da satisfação de todos os desejos, iniciada pela revolução industrial. Isto conduziu a estilos de vida de consumo em massa que ameaçam gravemente o ambiente global.


Iniciámos um novo século, estamos numa altura da história em que temos de fazer fortes mudanças na forma como pensamos. Só os seres humanos podem ressoar com o resto do mundo e é por isto que é tão essencial que alteremos a nossa forma de pensar, para que possamos viver em harmonia com a natureza e não continuarmos a destruir a Terra. A vibração que damos à Terra e o tipo de planeta que criamos depende de cada um de nós.


Como é que vai escolher viver a sua vida?


Se encher o seu coração de amor e gratidão, irá encontrar-se rodeado por imensas coisas que pode amar e agradecer e pode ainda ficar mais perto de desfrutar a vida com a saúde e a felicidade que procura. Mas o que irá acontecer se emitir sinais de ódio, descontentamento e tristeza? Então irá, provavelmente, encontrar-se numa situação que o torna odioso, descontente e triste.


A vida que você vive e o mundo em que vive, dependem de si."



Dr. Masaru Emoto - Mensagens escondidas na água - Estrela Polar




Comentário de José António:
Todos os nossos pensamentos, acções ou mesmo omissões, estão impregnados da energia que existe no Universo, que está em nós e da qual provimos. De acordo com as nossas atitudes e vontade, essa energia poderá tornar-se negativa ou positiva. Está nas nossas mãos o poder de direccioná-la de forma ética. A transformação do mundo depende da atitude de todos e de cada um de nós.
Comentário de Isabel:
Segundo o autor do livro mencionado, até a forma como pensamos e as palavras que utilizamos têm um impacto real no nosso bem-estar. Se assim for - e deve ser relativamente fácil para cada um por esta verdade à prova no seu dia-a-dia! - bastará remodelar a nossa escolha de "estados de espírito" e de vocabulário para começar a poder surgir uma atmosfera diferente na nossa vida. Essa disposição benéfica e positiva, vai certamente ajudar-nos a transmutar as coisas difíceis, a aceitá-las e a partilhar as dificuldades dos outros. A pouco e pouco, espalhar-se-á à nossa volta uma atitude diferente... E mesmo que a transformação não se dê logo, veremos a diferença - em nós próprios.

(Foto de Isabel)

14 comments:

serenidade said...

O que deduzi após a leitura do livro "As mensagens escritas na água" é que nós criamos a nossa relaidade com as palavras e os sentimentos que emitimos.
Fiquei fascinada com os cristais perfeitos que forma fotografados quando a água foi exposta a palavras como Amor. Interessante foi também a experiência que fizeram com o arroz, na qual se concluiu que a indiferença é bem pior que proferir palavras de desamor. Devo dizer que durante algum tempo eu escrevia na parte de dentro do rótulo da garrafa de água as palavras "Amo-te" e "Gratidão", tolice??? Talvez sim ou talvez não!

Uma excelente partilha.

Serenos sorrisos

Margri said...

Gostei muito de ler este texto e os vossos comentários.
Eu também já pude verificar que pensamentos e palavras positivas atraem mais harmonia e até menos problemas (embora estes também tenham uma função nas nossas vidas).
Efectivamente há energias que não conhecemos e só agora começam a vislumbrar-se, ainda muito timidamente.

Um abraço

Isabel José António said...

Querida Amiga Carla,

A água, no plano físico, é o equivalente ao espírito, no plano etérico. Tudo plasma, envolve e absorve. Existe em tudo. No âmago de tudo o que existe, existem sempre algumas partículas de água.

Quando se põem os cristais da água expostos ao efeito de pequenos papeis que têm escrito as palavras "Amor", "Gratidão", em várias línguas, formam-se figuras geométricas plenas de beleza e harmonia. Parececem (e são) obras de arte.

Os mesmos cristais postos perante as palavras escritas, em várias línguas, como "Ódio", "Destesto-te", "Vai-te daqui", os cristais nem sequer se chegam a formar ou o que formam nada têm a ver com harmonia e beleza.

Ou seja, para a inteligência que subjaz na água, nem sequer é preciso estar em contacto com o som ou a luz. Basta a palavra escrita.

Ora nós somos compostos, em cerca de 70 - 75% por água. Todos os nossos pensamentos, manifestados ou não, todas as nossas acções, interagem com tudo.

Daí a chamada de atenção que se faz para que todos e cada um de nós tenhamos cuidado com o que pensamos, dizemos ou agimos.

Muito obrigado pela sua passagem

Um grande abraço

José António

Isabel José António said...

Querida Amiga Margri,

Muito obrigado pela sua passagem por esta nossa (sua) casa.

Qual é a energia que faz mover um espermatozóide? Ou a semente duma árvor ou duma planta, que jz nas profundezas da terra? Ou, ainda, que faz mover as galáxias?

Não a vemos. O que vemos são os movimentos que o espermatozóide efectua, ou a haste da planta a romper a terra ou os mapas astroonómicos que registam os movimentos, muito ténues, do fundo da radiação cósmica.

Ou seja, essa força, essa matéria tão fina (invisível aos nossos olhos), também chamada de etérica (do eter) é o que faz mover tudo.

Há um sentido, uma ordem nesse movimento oculto. A partir do caos estabeleceu-se ordem. E tudo funciona a partir daqui. Tal como nos revela a Física Quântica (das partículas sub-atómicas.

Nós, seres humanos, constituídos em cerca de 70 a 75% de água, deveríamos estudar essa química "oculta" e adequarmo-nos a essa Grande Lei que orienta e define o mundo.

O que fazemos é precisamente o contrário. Pretendemos que o Mundo se adeque à nossa forma de pensar que, ainda por cima, é limitada. Julgamos apenas as aparências.

Muito obrigado pela sua passagem

Um abraço

José António

Sei que existes said...

Concordo totalmente com o vosso texto! Sem dúvida que isso é verdade!
A foto está muito bonita.
Beijinhos

Isabel José António said...

Sei Que Existes,

Obrigado pela sua passagem por este nosso (seu) espaço.

Grande Abraço

José António

luna e neptuno said...

todos criamos as nossas realidades, e nos esquecemos dos outros de partilhar o que somos, assim nos vamos desumanizando
ji

luna e neptuno said...

passa pelo meu cantinho nomei o teu blog
ji

Aprendiz de Viajante said...

Adorei este post e concordo plenamente com o que é dito.

Acredito que se dermos amor, iremos recebê-lo em troca, se oferecermos um sorriso, espalhamos alegria e assim por diante.

Quem se enche de rancor e má disposição, espalha isso e dificilmente recebe cargas positivas.

Um bjo para ambos

Aprendiz de Viajante said...

Adorei este post e concordo plenamente com o que é dito.

Acredito que se dermos amor, iremos recebê-lo em troca, se oferecermos um sorriso, espalhamos alegria e assim por diante.

Quem se enche de rancor e má disposição, espalha isso e dificilmente recebe cargas positivas.

Um bjo para ambos

Aprendiz de Viajante said...

Ops! Acho que falei em eco! Desculpa.

Isabel José António said...

Cara Amiga Luna,

Muito obrigado pela sua passagem nesta nossa (sua) casa.

Já fui ao seu deixar-lhe uma "oferta".

Quanto às nomeações, que agradecemos, já fomos nomeados não sei quantas vezes e já nomeámos uma série de blogues que, pensamos sem qualquer descortesia, que seria contraproducente efectuarmos mais nomeações.

Do fundo do coração agradecemos e guardamos nele (coração) um cantinho para si.

Um abraço

José António

Isabel José António said...

Querida Amiga Elsa,

Obrigado pela sua passagem neste Cantinho do Coração e pelos seus preciosos comentários.

Somos nós que pudemos fazer a mudança. Não é mais ninguém. Se formos gentis, afáveis e praticarmos o discernimento, à nossa volta gera-se um campo vibracional diferente que poderá irradiar para quem nos rodeia.

Um grande abraço

José António

oceanus said...

Tenho uma grande vontade de ler este livro, já conhecia da "net" este tema e pude ver algumas fotos.

E basta pensar quem não gosta de palavras bonitas? Quem não fica melhor, em todos os sentidos, com sons cristalinos e melodiosos?
Até a água....que somos nós.

Mas...

Há um desafio para vós no fundo do Oceanus...vamos lá espreitar?

Um abraço